RUY GOMES, 112 ANOS

O matemático e físico português, que faria aniversário no dia 05/12, deixou em Recife uma grande contribuição para a Ciência

DEZEMBRO-CIÊNCISTAS-Rui-Luiz-GomesHá 112 anos, nascia, na cidade do Porto, em Portugal, Ruy Luiz Gomes.  E foi em seu país de origem que o matemático passou os primeiros 53 anos de sua vida. Professor da Universidade de Coimbra e da Universidade do Porto, publicou uma vasta obra, em várias revistas internacionais, nas áreas de matemática e física teórica. Nos doze anos em que viveu no Recife, deixou importante contribuição, o que faz dele um notável cientista de Pernambuco.

Conhecido e respeitado pela comunidade científica, tanto em Portugal como no exterior, ele foi um dos fundadores da Sociedade Portuguesa de matemática (1940) e do Centro de Estudos Matemáticos do Porto (1942), entre outras instituições em Portugal.

A partir de 1936, Ruy Gomes passou também a se interessar pela Filosofia, notadamente, após sua amizade com o filósofo Abel Salazar de quem era grande admirador. Seu interesse científico pela astronomia impulsionou-o também à criação do Observatório Astronômico do Porto.

Publicou vários livros científicos de reconhecido mérito, como “A integral de Riemann” em 1949 e “A integral de Lebesgues – Stieltjes” em 1952. Para prestigiar a ciência portuguesa, muitas vezes publicou na Portugaliae Mathematica (1937) e na Gazeta de Matemática (1939).

Seu interesse pela política, que se manifestava desde jovem, aumentou com o agravamento situação política em Portugal. Muitos cientistas foram forçados a deixar o país e, devido a suas posições políticas contrárias ao regime, Ruy Gomes  foi demitido da Universidade do Porto pela ditadura de Salazar, em 1947. Nesta situação, na condição de “professor sem escola” manteve-se como pôde, até seu exílio na  América do Sul.

Em 1951, chegou a candidatar-se à Presidência da República, mas depois de perseguições, agressões físicas e prisões, teve que renunciar à candidatura e, em 1958, viu-se forçado a tomar a difícil decisão de abandonar Portugal.

Após cinco anos de trabalho na Universidad del Sur, na Argentina, ele chegou ao Brasil, mais especificamente a Pernambuco. Nos 12 anos que passou no Recife, deixou importante contribuição: orientou a investigação científica de matemáticos e a formação em física-matemática dos engenheirandos fundadores do atual Departamento de Física da UFPE, participou da fundação e organização do curso de Mestrado em Matemática, tornando-se seu coordenador.

Também fundou e liderou, por anos, a formação do que ficou conhecido como a Escola Portuguesa do Recife, da qual faziam parte nomes de reconhecidos matemáticos, como Manoel Zaluar Nunes, Alfredo Pereira Gomes e José Morgado.

Na Universidade Federal de Pernambuco há um “Auditório Ruy Luís Gomes”, a “Biblioteca Ruy Luís Gomes”, a “Olimpíada Pernambucana de Matemática Ruy Luís Gomes”, e o prêmio com seu nome para o melhor aluno do Vestibular de Matemática.

Em 1970, o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Pernambuco, dinamizado por portugueses, foi reconhecido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq) como Centro de Excelência.

Em 1983, Ruy Luís Gomes reconhecia com emoção ter acabado por concretizar no Brasil as tentativas ligadas ao CEMP de criação de uma Escola de Matemática, regozijando-se por “o Departamento de Matemática da Universidade Federal Pernambuco ser considerado um dos melhores centros do Brasil! ”.

Em 1974, o Professor Ruy Luís Gomes retornou a Portugal aclamado pela comunidade científica portuguesa, tornando-se reitor da Universidade do Porto. E em sua cidade natal ele morreu, aos 79 anos, no Outono Europeu de 1984. Em 2015, seu nome foi escolhido para integrar os homenageados do projeto Notáveis Cientistas de Pernambuco. SAIBA MAIS SOBRE RUY GOMES.

O projeto, realizado em parceria entre o Espaço Ciência e o pesquisador Ivon Fittipaldi, busca reconhecer e divulgar o papel dos  cientistas pernambucanos. Junto com o Ciência Móvel, ele integra a Ação Itinerante do Espaço Ciência. LEIA MAIS

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *