DA CIÊNCIA JOVEM PARA A MILSET

Quatro projetos premiados na Ciência Jovem seguem para Fortaleza, onde participam de uma das maiores Feiras Mundiais de Ciência

Tem início, na próxima semana, em Fortaleza (CE) a MILSET Expo-Sciences International (ESI) 2017. Trata-se de um dos maiores eventos mundiais em ciência, que reúne jovens cientistas de mais de 80 países. Pernambuco leva quatro equipes vencedoras da Ciência Jovem 2016, três delas de escolas públicas. Seguem para o Ceará os projetos das Escolas Olindina Monteiro de Oliveira França,  Arco-íris, Senador Petrônio Portela  e Desembargador Renato Fonseca.

O Movimento Internacional de Atividades de Lazer em Ciência e Tecnologia (MILSET) é uma organização juvenil não governamental, sem fins lucrativos e politicamente independente, cujo objetivo é desenvolver a cultura científica entre os jovens. A ESI é uma das iniciativas do grupo, que tem entre os afiliados a Ciência Jovem, Feira Internacional de Ciências de Pernambuco, promovida anualmente pelo Espaço Ciência/Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Os quatro grupos que participam da atividade ganharam credenciais ao garantirem o primeiro lugar em quatro diferentes categorias da feira pernambucana.

“É comum os trabalhos premiados na Ciência Jovem conquistarem prêmios e arrancarem elogios nos eventos internacionais dos quais participam, como recentemente aconteceu com o grupo de São Vicente Férrer que foi para o México e o grupo de Jardim Brasil que esteve no Paraguai. Isso só nos faz ter certeza da qualidade de nossa Feira e da competência científica de nossos estudantes”, afirma o diretor do Espaço Ciência, Antonio Carlos Pavão, coordenador geral da Ciência Jovem. Leia mais AQUI e AQUI.

OLINDINAINICIAÇÃO À PESQUISA – A Escola Municipal Olindina Monteiro de Oliveira França, de Dois Unidos, Recife, leva o projeto “Robótica integrada à acessibilidade: uma solução para a cidade”.

São alunos do Fundamental 1, que garantiram primeiro lugar na Ciência Jovem, na categoria Iniciação à Pesquisa. Segundo o professor Edson Gomes, a ideia do projeto surgiu a partir da aluna Isabely Viana. “Em uma das nossas aulas, após um questionamento sobre a possibilidade da robótica ajudar pessoas com deficiência física, ela sugeriu a criação de uma bengala robótica com o uso do material Lego da escola. Seu objetivo era fabricar um instrumento que auxiliasse seu tio, que tinha ficado cego em um acidente de trabalho”, conta o professor.

A partir de então, a equipe mapeou as dificuldades existentes no bairro para os deficientes visuais, fez um trabalho de sensibilização nas demais turmas da escola e construiu um levantamento estatístico em todo o bairro de Dois Unidos. Também pesquisou bibliografia e, finalmente, desenvolveu um protótipo para teste, com material Lego e um pau de self, reciclado e redefinido.

ARCOIRIS3bDIVULGAÇÃO CIENTÍFICA – A equipe do Colégio Arco-íris, na Várzea, Recife, leva à Feira da Milset o projeto “Os Fabulosos Devoradores de Matéria Plástica”. Sob orientação da professora Gisele Vidal, os alunos do Fundamental 2 estudaram e observaram como o inseto conhecido como besouro da farinha pode ser utilizado para decompor matéria plástica. Foram premiados com o primeiro lugar na Ciência Jovem, categoria Divulgação Científica.

Com uma alegria contagiante, o aluno Tiago Caetano, que integra a equipe, lembrou o quanto se divertiu ao participar da Ciência Jovem: “É tudo muito legal: estar com os amigos, aprender juntos e, além de tudo, perceber que um projeto feito por nós pode causar mudanças no mundo”, disse.

SEN PETRONIO PORTELAbDESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO – De Jaboatão, a equipe da Escola Estadual Senador Petrônio Portela segue para Fortaleza para apresentar seu projeto “Produção de Bioplástico de Amido com extrato de Repolho Roxo como Potencial Indicador de Deterioração em Alimentos”.

O projeto começou a ser desenvolvido em 2015, quando eles projetaram a fabricação de filmes plásticos biodegradáveis, feitos com o amido extraído da casca de batata. Orientada pela professora Antônia Celsa, a equipe do Ensino Médio, chegou a participar da Ciência Jovem em 2015, mas só foi premiada no ano passado, na categoria Desenvolvimento Tecnológico, depois de avançarem mais alguns passos em relação ao projeto inicial.

Em 2016, após várias pesquisas e testes, elas adicionaram ao projeto um composto feito com extrato de repolho, que interfere no PH e garante que o plástico mude de cor quando o alimento estiver estragando.

Para a estudante Adrica Camila, que faz parte do grupo, “a Ciência Jovem nos aproxima do professor, nos faz ver o quanto eles são importantes para estimular o nosso interesse pelo conhecimento”, disse, durante cerimônia de lançamento da 23ª Ciência Jovem.

RENATO FONSECAINCENTIVO À PESQUISA – Também do Ensino Médio, o grupo da Escola Estadual Desembargador Renato Fonseca, de Jardim Brasil, Olinda, apresenta na Feira Internacional o projeto “Alagou onde há Lagoas”. O trabalho, orientado pelo professor Rui Parahyba, vem sendo desenvolvido há dez anos e, além de veterano, é bicampeão da Ciência Jovem.

Ele surgiu da reflexão dos próprios alunos: “Por que nossa rua e nosso bairro alagam tanto?”. A partir de então, eles foram pesquisar a história do bairro de Jardim Brasil, a situação das três lagoas que existem no local, fizeram análise das águas, trabalharam com educação ambiental e, a cada ano, o projeto crescia. “O conhecimento também é um trabalho de persistência, que cresce na medida de nosso empenho”, ressaltou o professor.

FEIRAS INTERNACIONAIS – A MILSET Expo-Sciences International tem início nesta segunda-feira (7) e segue até o dia 12 de agosto. A 23º edição da Ciência Jovem está com inscrições abertas até 31 de agosto e, para feiras afiliadas, até 15 de agosto. Confira aqui.

Para Antonio Carlos Pavão, Feiras como a Ciência Jovem e a Milset mostram que os estudantes se interessam pela pesquisa e pelo conhecimento e que é possível ter escolas que estimulam e desenvolvem projetos de excelente nível científico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *