MCTEA E MOSTRA NACIONAL

Projetos da Ciência Jovem  participam  de feiras nacionais e internacionais de Ciência

Cinco projetos credenciados pela Ciência Jovem estão participando, esta semana, de eventos nacionais e internacionais de Ciência. Três deles estão na XII MCTEA, Mostra de Ciências e Tecnologia do Instituto Açaí, no Pará, que teve início nesta segunda (13) e segue até sábado (18). Dois outros estão na Mostra Nacional de Feiras de Ciências, de hoje até sexta. 

A CIÊNCIA JOVEM é uma das mais antigas e maiores Feiras de Ciências do Brasil. Realizada há 27 anos, pelo ESPAÇO CIÊNCIA, Museu Interativo de Ciência de Pernambuco, ela  reúne, todos os anos, cerca de 300 projetos de estudantes e professores de todos os estados brasileiros e também de outros países. “A qualidade dos trabalhos fica evidente no destaque que os projetos credenciados têm conquistado em eventos científicos”, afirma Eulália Almeida, da Coordenação da Ciência Jovem. 

A MCTEA conta com projetos de mais de 200 municípios, 24 estados brasileiros e além de países como: África, Argentina, Colômbia, Espanha, Equador, México, Chile, Paraguai, Peru, Cazaquistão e Turquia e outros. Da Ciência Jovem, foram credenciados dois projetos pela categoria Francis Dupuis (Internacionais). Além disso, um projeto representante da Olimpíada Pernambucana de Química (OPEQ) também foi credenciado pela Ciência Jovem para participar do evento. Confira:

3º Lugar da Categoria Francis Dupuis

1- Título do projeto:”FINDING THE NUMBER AT ANY DIGGER AFTER THE COMMA IN DECIMALS”

– Escola: Özel teknofen koleji, Çubuk bilim ve sanat merkezi, Turquia

CLIQUE AQUI PARA CONHECER O PROJETO

3º Lugar WorkShop Olimpíada Pernambucana de Química

2- Título do projeto:” POTENCIAL DA MANIPUEIRA COMO BIOFERTILIZANTE NA CULTURA DO COENTRO-COMUM Coriandrum sativum”

– Escola: ETE Ariano Vilar Suassuna,  Garanhuns/PE (não tem link pq fez parte da programação especial, com projetos da Olimpíada Pernambucana de Química)

2º Lugar da Categoria Francis Dupuis 

3-Título do projeto: “Máquina de lavar nixtamal para farinha de tamale ou tortillas”

– Escola: Instituto Tecnológico de Tlalnepantla, México

CLIQUE AQUI PARA CONHECER O PROJETO

ACOMPANHE A MCTEA

MOSTRA NACIONAL DE FEIRAS DE CIÊNCIAS: De 14 a 17 de dezembro 

O Programa Ciência para Todos no Semiárido Potiguar é fruto de uma parceria entre a UFERSA – Universidade Federal Rural do Semiárido, UERN – Universidade Estadual do Rio Grande do Norte e SEEC – Secretaria do Estado de Educação e Cultura do Rio Grande do Norte, sendo desenvolvido desde o ano de 2010 com objetivo de estimular o interesse pela ciência nos jovens de localidades remotas do sertão do semiárido.A Mostra Nacional de Ciência é a culminância deste processo.

Os 50 projetos selecionados, de feiras em todo país, terão a oportunidade de participar de um workshop exclusivo de formação ao longo do mês de novembro e apresentarão seus projetos na Mostra. Dentre eles, há dois projetos pernambucanos, indicados pela Ciência Jovem. Confira:

PROJETO 1:

Título: “VACINAR OU NÃO VACINAR? OS EFEITOS COLATERAIS DO SÉCULO XXI”

Escola: Escola Octávio de Meira Lins, Recife/PE

Professora Orientadora: Maria Ana Paula Freire da Silva

Estudantes: Pedro Renato Nunes Soares e Vinícius Nunes de Oliveira

CONHEÇA O PROJETO

PROJETO 2:

Título: “RESPIRADOR EMERGENCIAL EM TEMPOS DE COVID-19”

Escola: EREM – MANOEL GUILHERME DA SILVA, Passira/PE

Professor Orientador: Leandro Soares da Silva

Estudantes: Maria Layanne Nunes Lourenço da Silva e Beatriz Lopes da Silva

CONHEÇA O PROJETO

SAIBA MAIS SOBRE A MOSTRA NACIONAL

Por Fabiana Coelho e Rebeca Furtunato

Comentários estão fechados.