CIÊNCIA NA ESCOLA

Professores lotam seminário remoto sobre pesquisa na escola com diretor do Espaço Ciência, Antonio Carlos Pavão

Com sala lotada na plataforma Google Meet, cerca de 100 professores participaram nesta quinta (23) do seminário de Formação com o diretor do Espaço Ciência Antonio Carlos Pavão. A iniciativa, da GRE Sertão Central, foi voltada sobretudo para educadores do município de Salgueiro. Mas reuniu gente de todas as partes de Pernambuco e até de outros estados, como a Bahia. Em foco: como fazer Ciência na escola. Novos seminários estão previstos para acontecer em breve.

Durante duas horas, Pavão mostrou que, com objetos simples como um copo de água, uma folha ou um conta gotas, é possível transformar os conteúdos científicos em experimentos vivos e dinâmicos para serem feitos com os alunos. Lembrou ainda que a essência da Ciência é a dúvida e cabe a professores, junto com os estudantes, propor questões em sala de aula e ir em busca das soluções. Para ele, a escola precisa precisa ser um espaço em que se ensina e aprende Ciência fazendo Ciência.

Outro ponto tratado no encontro foi a realização das Feiras de Ciência. Para Pavão, elas são a consagração de um trabalho realizado durante todo o ano. “É quando os estudantes mostram os resultados de suas pesquisas, compartilham experiências com outros jovens e obtêm o reconhecimento pelos seus estudos. Quem participa de uma Feira, sabe que é uma experiência inesquecível e marcante”, disse. 

Vale ressaltar que a 26ª CIÊNCIA JOVEM continua com pré-inscrições abertas e as inscrições definitivas acontecem em agosto. PRÉ-INSCREVA-SE AQUI

Também estão abertas as inscrições para outras duas Feiras de  Ciências Pernambucana: a do Agreste e a de Serra Talhada. CONFIRA

Comentários estão fechados.