GARANHUNS TEM MUSEU DO QUEIJO

Museu do Queijo de Coalho contou com o apoio do Espaço Ciência e será inaugurado nesta sexta (29)

Garanhuns vai ganhar um novo Museu. A partir desta sexta-feira (29), moradores da cidade, turistas, produtores e consumidores poderão mergulhar na Ciência do Queijo, mais especificamente o queijo de coalho. O Museu funcionará no Centro Tecnológico (Instituto de Laticínios do Agreste), que fica na BR 424, Mundaú.  A inauguração acontece às 10 horas, com visita guiada e presença de autoridades. Mais informações e agendamento de visitas pelo telefone (87) 99601.9508.

História, distribuição geográfica, processo de fabricação… os diversos aspectos da produção do queijo serão tratados de forma dinâmica e interativa. Em uma casa de taipa, rodeada por palmas forrageiras, o visitante pode percorrer cinco diferentes espaços. Na sala multimídia, poderá assistir um vídeo sobre o processo de introdução do gado leiteiro e do queijo em Pernambuco. Ou, em um mapa interativo, obter informações sobre os quase trinta municípios, sobretudo do Agreste, que compõem a Bacia Leiteira e a região produtora de queijo de coalho no estado.

Em duas salas de exposição, é possível fazer uma viagem no tempo e entender como o leite e o queijo passaram a constituir a cultura e identidade do pernambucano. Objetos históricos;  utensílios antigos e modernos para fabricação do queijo; e painéis informativos diversos compõem o cenário. O visitante também poderá entender a anatomia do gado, com uma vaca que se abre em camadas para mostrar como se forma o leite – da alimentação até a ordenha do animal. 

Em um destes espaços expositivos funcionará a sala laboratório, onde o visitante poderá observar, de forma experimental, como se dá a fabricação do queijo. Além da observação em microscópio, será possível simular, em pequena escala, o processo químico de transformação do leite em queijo de coalho.

Na última etapa da visita, a sala sensorial convida o visitante a testar a qualidade dos queijos: texturas, cheiros e sabor. Também haverá um espaço onde os produtores locais poderão disponibilizar seus produtos para venda. O Museu do Queijo de Coalho foi contemplado com financiamento da Facepe, por meio do edital de apoio à Divulgação Científica, e contou com assessoria técnica do Espaço Ciência.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *