CIENTISTAS DESDE PEQUENOS

Na 25ª CIÊNCIA JOVEM, crianças da Educação Infantil e Fundamental 1 mostram a Ciência que constroem desde cedo

Paulo e Paloma têm 8 anos. Moram no bairro do Pacheco, em Jaboatão dos Guararapes e, a partir da curiosidade de uma colega, que queria saber se coco é fruta ou fruto, decidiram investigar o assunto. Aprenderam não apenas tudo sobre o fruto, como também sobre a manifestação cultural que é a cara do Nordeste.

Sofia e Gabriela são gaúchas e tem hoje sete anos. Mas foi no ano passado que fizeram parte de um projeto que trabalhou a relação entre avós e netos. A partir de leituras, rodas de histórias, brincadeiras e bate-papos, perceberam que a linha da vida de cada um é como um cordão que pode ser bem grande. Pesquisaram sobre os direitos e a saúde dos idosos. E aprenderam muito com suas vovós e vovôs.

Que tal aprender enquanto solta pipa? Ou fazer um passeio pela pré-história? Ou descobrir sobre gravidade e relatividade?  Construir o livro de sua vida? São   18 projetos na categoria Iniciação à Pesquisa, que envolve alunos da Educação Infantil e Fundamental 1. “A criança é cientista por natureza. Elas têm  a curiosidade, a vontade de saber por que as coisas acontecem. O que a gente tem que fazer é estimular isso, desde cedo”, afirma o diretor do Espaço Ciência, Antonio Carlos Pavão.

EJA PRESENTE – Mas a categoria Iniciação à Pesquisa engloba também aqueles que decidiram voltar a estudar, mesmo depois de passada a faixa etária. É o caso de Maycon, Ricardo e Márcio, estudantes do EJA em uma escola  em Nova Descoberta. Moradores de uma área de morro, eles decidiram usar sua realidade para pesquisar sobre os riscos de quem vive nestas áreas e como fazer para evitar desabamentos.

A Ciência Jovem continua até esta sexta (8), no Shopping RioMar Recife. É uma das maiores Feiras de Ciências do país. São 300 projetos de estudantes e professores de todos os estados do Brasil e de outros países. Além da categoria de Iniciação à Pesquisa, engloba as categorias Divulgação Científica (Fundamental 2); Incentivo à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (Ensino Médio); Francis Dupuis (internacionais); e Educação Científica (professores).

ACOMPANHE A 25ª CIÊNCIA JOVEM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *