CIÊNCIA NO SEMIÁRIDO

Espaço Ciência participa da V Semana de Popularização da Ciência no Semiárido

Serra Talhada sediou, de quarta a sexta (29 a 31 de maio), a 5º edição da Semana de Popularização da Ciência no Semiárido brasileiro. Com o tema “Da terra ao céu, uma viagem sustentável”, o evento foi uma parceria entre o Espaço Ciência, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE),  Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTIC) e Observatório Nacional (ON/MCTIC). O Ciência Móvel, programa itinerante do Espaço Ciência, atraiu quase 2 mil pessoas na quinta e sexta-feira (30 e 31).

Durante dois dias inteiros, a população da cidade se divertiu no Planetário inflável e com os experimentos interativos do programa, que ficou no Ginásio Poliesportivo Egídio Torres de Carvalho. Acompanha o Ciência Móvel a Caravana Notáveis Cientistas de Pernambuco, com caricaturas de alguns cientistas consagrados do estado e atividades dinâmicas que dão visibilidade a suas pesquisas.

Além do Ciência Móvel, o evento contou com palestras, minicursos, oficinas interativas, exposições, excursões, noites de observação astronômica e visitas técnicas.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS

A Semana de Popularização Científica no Semiárido já foi realizada nos municípios pernambucanos de Ibimirim e Itacuruba (2015), Floresta e Itacuruba (2016), Monteiro- PB (2017) e Paulo Afonso – BA (2018).

ZEPELLIN – No dia 31 de maio, o projeto Ciência Móvel estará em dois lugares ao mesmo tempo. Uma parte de seus experimentos estará no Parque do Jiquiá, onde integra as comemorações pelos 89 anos da passagem do Zepellin. O dirigível LZ 127 Graf Zeppelin, primeiro objeto voador a dar a volta ao mundo  (em 1929), fez sua primeira viagem ao Brasil  no dia 21 de maio. Recife é a única capital que preserva a Torre de Amarração do Zepellin. 

A programação do Ciência Móvel nesta última semana de maio inclui, ainda, o Colégio Militar do Recife. O Planetário inflável se incorpora à programação do Simpósio de Física, que se estendeu durante todo o mês de maio, com palestras, exposições e observações astronômicas.  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *