PAULO DUARTE, 104 ANOS

Químico natural de Cortês, Pernambuco, faria aniversário nesta quinta, 12 de abril

Natural do município de Cortês, na Zona da Mata Pernambucana, Paulo José Duarte, notável cientista de Pernambuco, deixou grande contribuição como professor, pesquisador e consultor na área de Química Industrial.

Como professor, iniciou sua trajetória em 1939, como Assistente da Cátedra de Química Analítica Quantitativa, na Escola de Engenharia de Pernambuco, que depois se tornaria o Departamento de Engenharia Química da UFPE . Três anos depois já era Professor Catedrático Interino da mesma disciplina, bem como professor de Química Inorgânica, Química Orgânica e Geoquímica. Em 1964, torna-se também Doutor em Ciências Físicas e Matemática e posteriormente adicionou o grau de Engenheiro Químico a sua educação.

Prestou, ainda, consultoria para dezenas de indústrias pernambucanas. É o caso da Fosforita Olinda S.A, na qual se notabilizou  por ter descoberto a jazida de fosfato que deu lugar à Usina de Beneficiamento de fosfato. Também deixou sua contribuição sua contribuição na Fábrica de Conservas Peixe; no Instituto de Bioquímica e Medicina Experimental; na Fábrica de Sabões, Óleos e Glicerina Lubosa S.A; na Usina Frei Caneca, entre outras indústrias.

Paulo Duarte foi o fundador e o primeiro Diretor da Escola de Geologia da UFPE, em 1957. Esteve presente em quase todos os eventos que marcam a evolução da Química em nosso Estado. Foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Química (ABQ) em Pernambuco e posteriormente seu Presidente. Foi um dos fundadores do Grupo Pernambucano de História e Filosofia da Química. Pertenceu a nove associações científicas e acompanhou de perto a criação do Departamento de Química Fundamental da UFPE. 

Autor de 56 trabalhos científicos e de duas patentes, ele deixou imenso legado para a Química Industrial pernambucana e brasileira. Em 2016, foi incluído entre os homenageados do projeto Notáveis Cientistas de Pernambuco.

SAIBA MAIS SOBRE PAULO DUARTE

O projeto presta homenagem aos que contribuíram com a Ciência do estado e, em ações itinerantes realizadas pelo Espaço Ciência, ajuda a divulgar as ideias destes cientistas e a fomentar o gosto pela pesquisa  (LEIA MAIS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *